Publicidade

Notícias de Última Hora

Centrão avalia mudar nome após fracasso eleitoral


O encolhimento do Centrão (PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade), que perdeu 22 deputados federais na eleição, tem forçado caciques do grupo a repensarem a formação do bloco que apoiou Geraldo Alckmin no 1.º turno.
A avaliação é de que o eleitorado encarou a aliança como um agrupamento de tudo o que há de pior na política.


Apesar do fraco desempenho eleitoral, a turma não vai se separar.

A nova estratégia será descartar o nome “Centrão” e agir nos bastidores para tentar reconduzir Rodrigo Maia à presidência da Câmara, mantendo força política no Parlamento.

Em reunião com Rodrigo Maia e o presidente do DEM, ACM Neto, na última terça, o secretário-geral do PSDB, Marcus Pestana, propôs criar um bloco com esses partidos, incluindo o MDB, o PSDB e o PSD, chamado de “responsabilidade e sensatez”.


Por Tarciso Morais | Renova Mídia