Publicidade

Notícias de Última Hora

Homem afirma que não foi agredido por eleitores de Bolsonaro e desmente a mídia

Um homem de 27 anos foi agredido com chutes e golpes de garrafa na última terça-feira (09), em frente à Casa da Estudante Universitária de Curitiba (Ceuc), moradia estudantil de alunas da Universidade Federal do Paraná (UFPR).


Mídias como Agência Brasil, Jovem Pan, Paraná Portal do UOL, Terra e Tribuna do Paraná se basearam exclusivamente em uma versão inventada pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da universidade (abaixo) – dominado por militantes do PSOL e cuja capa da página oficial do Facebook é “Ele Não” – para divulgar que os autores da agressão seriam eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) e que a motivação seria o homem utilizar um boné do MST, mas bastou o alvo da agressão falar para desmentir mais uma notícia falsa divulgada pela mídia.


De acordo com o delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Luiz Alberto Cartaxo, os suspeitos foram identificados e todos seriam integrantes da Torcida Organizada do Coritiba, a Império Alviverde. Segundo o delegado, a vítima afirmou que a agressão não tinha motivação política. “Ele relata que estava na Casa do Estudante, local que frequenta mesmo já sendo formado. Houve um principio de confusão entre as pessoas ali [da torcida] e ele foi intervir, dizer que não era lugar de briga e, a partir de então, começou a ser agredido com chutes, socos e garrafadas”.



Os suspeitos vão responder pelo crime de lesão corporal agravado por ser duas ou mais pessoas. Um inquérito será instaurado para investigar o caso.

Fonte: Agência Caneta