Notícias de Última Hora

Médium diz conversar com espírito do jogador Daniel e faz revelações do crime


A médium clarividente Hadassa fez revelações surpreendentes sobre a morte do jogador Daniel. Em seu canal no Youtube, ela contou que recebeu uma mensagem do atleta, menos de uma semana após o crime.



No vídeo, a médium pede licença para a família do jogador e explica que a mensagem foi enviada por Daniel através de um sonho. “Despertei sufocada e quando abri os olhos eu vi um vulto desse jogador, o Daniel Freitas. Vi peles humanas decepadas e tinha envolvimento de mulher", dizia.

Hadassa, que não mora no Brasil, disse também que soube da morte do jogador através do seu marido. “Eu criei uma empatia com a vítima, porque 19 anos atrás tive um parente que foi assassinado assim, decapitação", explica ela, acrescentando, “não preciso mentir, não quero nada, não procuro fama, tenho uma vida boa e estável, mas esse rapaz pediu para passar essa mensagem, porque está tendo muita difamação".



Segundo a médium, Daniel se arrependeu do que fez. “Tem muita gente xingando o Daniel e deve ter sido por isso que o ele me procurou. Só sei que esse moço se arrependeu de tudo o que ele fez", garante.

Hadassa também afirma que Daniel não foi morto dentro da casa. Segundo ela, o jogador “tomou um 'sossega leão', desmaiou e ele se engasgava muito com sangue. No meu sonho não conseguia nem respirar. Ele disse que estava tudo bem escuro e escutou que iriam arrancar as pernas dele, mas alguém disse que era melhor matar senão ele escaparia".

Chorando, a médium revelou ainda, que a última visão que teve do crime, que “foi o que ele viu, era alguém cortando o pescoço. E o que pareceu para mim, e que foi o que ele pensou, é que seria uma mulher tentando cortar".

A médium pediu orações para Daniel, para que seu espírito possa descansar. Segundo ela, o jogador estava com uma camiseta, “como se estivesse pedindo por justiça. Queria pedir que orassem por ele, senão ele vai ficar por aqui. A família já tinha intenção ruim com ele".

Veja o vídeo completo:



O jogador Daniel Correa Freitas foi morto na manhã do dia 27 de outubro. No dia 26, ele esteve na casa noturna Shed, em Curitiba, comemorando o aniversário de 18 anos da jovem Allana Emilly Brittes. Após a festa, os pais de Allana, Edison Luiz Brittes Júnior e Cristiana Rodrigues Brittes e vários amigos da jovem estenderam a comemoração para a casa da família Brittes, em São José dos Pinhais.

Edison Brittes Júnior, 38 anos, está preso desde a semana passada. Ele confessou ter assassinado o jogador Daniel Corrêa. Segundo Juninho, ele cometeu o crime para defender a mulher, Cristiana Brittes, de uma suposta tentativa de estupro.


As informações são do iG