Publicidade

Notícias de Última Hora

Pezão chega à sede da PF no Rio


O governador do Estado do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB), deixou por volta das 7h30 o Palácio Laranjeiras, residência oficial, escoltado pela Polícia Federal (PF). Pezão foi preso preventivamente na manhã desta quinta-feira, 29, em mais uma etapa da Operação Lava Jato.

O emedebista chegou à sede da PF do Rio pouco antes das 8h. Imagens mostraram o governador descendo de um dos carros da comitiva ao lado de policiais federais. Ele não usava algemas.


Agentes da PF estavam na residência oficial desde às 6 horas. Pezão foi levado num comboio de três veículos, com vidro fumê. O governador foi fotografado num dos carros pelo jornal "O Dia".

Alguns poucos transeuntes acompanharam a saída de Pezão - o Palácio Laranjeiras fica numa área residencial pouco movimentada da zona sul do Rio.

A operação foi desencadeada tendo como base informações obtidas na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro do ex-governador Sérgio Cabral, que está preso. Segundo Miranda, Pezão recebia mesada de R$ 150 mil quando era vice-governador, na gestão de Cabral.

A delação detalha ainda pagamento de 13º salário de propina e dois pagamentos de R$ 1 milhão como prêmio. Além de Pezão, outras oito pessoas também foram alvos de mandados de prisão.

Fonte: UOL