Publicidade

Notícias de Última Hora

Witzel diz que pedirá auditoria de ‘todos os contratos’ do governo do RJ

“Cabe a nós continuar a transição", afirmou o governador eleito do estado


O governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel, do PSC, disse nesta quinta-feira (29) que a prisão do atual governador do estado, Luiz Fernando Pezão, do MDB, não afetará os trabalhos de transição entre as gestões.


“Cabe a nós continuar a transição de forma que a gente consiga preparar tudo para o dia 1º de janeiro. Não atrapalha a transição. Acabei de receber um telefonema do (vice) governador Dornelles, me chamou para conversar, nós já conversamos outras vezes”, disse.

Ele garante ainda que, assim que assumir, em 1 de janeiro de 2019, pedirá auditoria de contratos do governo. “Vamos auditar todos os contratos, de todas as áreas, sem paralisar o governo”, afirmou.

Sobre a prisão do atual governador, Witzel disse que não conhece o processo que o levou à detenção. Para ele, se Pezão foi preso, devem haver “fundamentos suficientes”. “O ministro Felix Fischer [que decretou a prisão do emedebista] tem elevado conhecimento político e senso de justiça. Se decretou a prisão, ele o fez com fundamentos suficientes”, concluiu.

Com informações de Estadão Conteúdo