Notícias de Última Hora

Bolsonaro afirma que pretende editar decreto para garantir posse de arma

Presidente eleito também defendeu tornar os registros definitivos

Will Shutter/Câmara dos Deputados
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) compartilhou uma postagem em suas redes sociais neste sábado (29) afirmando que pretende editar um decreto, durante sua gestão, para garantir a posse de arma de fogo para “o cidadão sem antecedentes criminais” – uma das bandeiras de sua campanha durante o processo eleitoral.


“Por decreto pretendemos garantir a POSSE de arma de fogo para o cidadão sem antecedentes criminais, bem como tornar seu registo definitivo”, escreveu no Twitter.


Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito e deputado federal por São Paulo, compartilhou o post e adicionou: “Muitas outras novidades estão por vir ainda”.


“Os mensaleiros aprovaram o estatuto do desarmamento em 2003 a mando de Lula. Desde 2005 o povo pediu via referendo mudanças. Só em 2019, a custa de muito sangue inocente – em torno de 50 a 60.000 assassinatos/ano – foi eleito um presidente que vai ouvir os clamores do povo”, escreveu em seguida.


Por Jovem Pan