Notícias de Última Hora

Bolsonaro diz que conferência climática da ONU custaria meio bilhão



O presidente eleito utilizou seu perfil oficial no Twitter para explicar o motivo que o levou a cancelar a Conferência Climática da ONU.


O evento das Nações Unidas seria realizado em 2019 no Brasil mas foi cancelado a pedido do diplomata Ernesto Araújo, indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir o Ministério das Relações Exteriores.

“Abrimos mão de sediar a Conferência Climática Mundial da ONU pois custaria mais de R$500 milhões ao Brasil”, disse Bolsonaro.

O futuro chefe de Estado ainda ressaltou o fato de que a proximidade da cúpula da ONU poderia forçar o Brasil a seguir o mesmo caminho diplomático de governos anteriores, sem um período de “análise e estudo”.

Para completar, o presidente eleito aproveitou para alfinetar o jornal “Estadão“, que vem criticando sua decisão de desistir da cúpula nos últimos dias.



Fonte: Renova Mídia