Notícias de Última Hora

Flavio Bolsonaro diz que ‘não passa a mão na cabeça de ninguém’


O senador eleito Flávio Bolsonaro disse nesta terça-feira (18) que as explicações sobre movimentações atípicas na conta de Fabrício Queiroz, seu ex-assessor na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, devem ser prestadas pelo próprio, não por ele.


Após a diplomação como senador no Tribunal de Justiça nesta terça-feira (18), Flavio Bolsonaro, afirmou:

Quem tem que dar explicação é meu ex-assessor e não eu. A movimentação atípica é na conta dele.


Segundo informações da agência EBC, o parlamentar também aproveitou para dizer que seus assessores trabalham realmente:

Tudo funciona dentro do meu gabinete. Vocês estão criando uma história no imaginário das pessoas que não é verdade. Nós sempre trabalhamos super direitinho, super bem.

O filho do presidente eleito Jair Bolsonaro disse ainda que aguarda as explicações de Queiroz sobre as movimentações atípicas:

Eu queria que ele já tivesse falado, mas o que eu posso fazer? Ele está se preservando. Ele não está se escondendo de ninguém. Ele tem que dar explicações é para o Ministério Público. Se errou, vai pagar. Não passo a mão na cabeça de ninguém. Deixa eu trabalhar. Não tem nada de errado com meu gabinete.

A expectativa é que o ex-assessor Fabrício Queiroz fale nesta quarta-feira (19) no Rio de Janeiro às autoridades, no entanto não há confirmação oficial ainda.


Com informações da EBC