Publicidade

Notícias de Última Hora

Mulher diz que marido foi preso por tortura após reagir a assalto

Cidadão que reagiu ao assalto dentro da própria casa permanece preso e algemado em uma cela suspeito de torturar os ladrões


Silvano Rogério Weber, 35 anos, reagiu a um assalto na madrugada desta quinta-feira (6) no bairro Hauer, em Curitiba, e acabou preso ao ir à Central de Flagrantes para garantir que o boletim de ocorrência fosse feito.

Os dois ladrões foram liberados pela Polícia Civil, segundo o site Ric Mais.


Chorando muito, Poliana Vilela, de 35 anos, esposa do morador preso, contou que por volta da 1h30 eles notaram que ladrões haviam entrado no quintal da residência e levado uma bicicleta.


O marido e proprietário da casa ficou acordado imaginando que poderiam voltar. Dito e feito. Voltaram.

Entrevistada pelo site Banda B, Poliana explicou:

Uns 20 minutos depois eles voltaram para roubar mais, imaginamos. Logo que entraram, meu marido entrou em luta com eles. Eles brigaram muito e foram pro lado de fora. Ao mesmo tempo, a gente chamou a polícia que conseguiu prender os dois a alguns metros de casa, ainda com meu marido lutando com eles. Daí, pra garantir o Boletim de Ocorrência, meu marido foi no carro dele até a central de Flagrantes. Chegando lá, o delegado prendeu meu marido por tortura e soltou os ladrões. É inacreditável. Que justiça é essa?
Poliana chora ao ver o marido preso e os ladrões soltos – Foto Banda B
Os dois foram liberados pela Central de Flagrantes e, um deles, voltou até a casa da família pedindo a bicicleta que eles utilizavam na hora da tentativa de assalto. Ele foi preso ao retornar à residência.


O meliante disse aos policiais que voltou para buscar as bicicletas que tinha deixado lá no momento em que foi preso. Como estava com algumas escoriações por causa da briga da madrugada, a delegada de plantão decidiu que, antes da nova prisão, ele deveria ir até a um hospital para atendimento.

O jornal “Massa News” publicou uma reportagem no YouTube sobre este caso. Confira abaixo:



Crime de Tortura


Enquanto isso, o morador permanece preso e algemado em uma cela suspeito de torturar os homens, além de se passar por policial e cometer tortura.

No boletim de ocorrência obtido pela reportagem da “RICTV | RecordTV”, consta que quando a Polícia Militar chegou ao local encontrou os suspeitos amarrados e agredidos na rua.

O morador teria tentado deter os suspeitos quando os dois retornaram a sua casa para levar outras bicicletas, mas, de acordo com os policiais, nenhuma bicicleta estava no local com a dupla.

Nota da Polícia Civil


A Polícia Civil informa que em relação a uma dupla conduzida à Central de Flagrantes, na madrugada desta quinta-feira (06/12) suspeita de furtar uma bicicleta no quintal de uma residência, no bairro Hauer, os indivíduos não permaneceram presos pois não havia qualquer prova em relação a autoria do fato por parte dos conduzidos.

Em relação a prisão em flagrante de Silvano Rogério Weber, 35 anos, a polícia informa que ele foi preso suspeito por torturar a dupla conduzida à delegacia, fato confessado pelo próprio Weber. Ele ainda teria se passado por policial fazendo menção de estar armado, durante a abordagem.

Vale alertar a população que as leis são cumpridas, por isso é importante que as vitimas chamem a Polícia Militar no momento de qualquer crime, sem tentar resolver de maneira pessoal, reagindo ou agredindo o suposto criminoso.

Fonte: Renova Mídia