Notícias de Última Hora

Onde está a assessora petista Elisângela Barbiere?


Segundo o Coaf, quatro funcionários do presidente em exercício da Alerj, o deputado André Ceciliano, do PT, movimentaram em contas bancárias R$ 49,31 milhões.

Elisângela Barbiere é assessora Especial de Técnica Parlamentar lotada no gabinete do presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), André Ceciliano (PT), que disputa novamente o posto de comandante da Casa.



Segundo o Coaf, quatro funcionários de Ceciliano movimentaram em contas bancárias R$ 49,31 milhões, o maior valor na Alerj. Consideradas suspeitas, as ações estão sendo investigadas.

Elisângela fez transações em uma conta do Banco Itaú, em Paracambi, de R$ 26.510.942,00, entre 2011 e 2017. Como e por que uma assessora, com salário líquido de R$ 5.124,62, movimentou tanto dinheiro?


Ceciliano não deixou Elisângela se explicar sobre a fortuna. Informou que sua assessora só falaria ao Ministério Público.

“O Coaf descreve que foram (movimentações) entre CNPJs, uma vez que ela tem participação societária numa empresa”, disse o deputado petista.

O Coaf informa que Elisângela Barbieri fez 138 saques, em dinheiro vivo, de R$ 980 mil. Mais: em 2016, ano eleitoral, fez transações de R$ 2 milhões.

Deputado André Ceciliano (PT-RJ)
“A movimentação financeira em conta não foi considerada compatível”, escreveu o órgão.

Nas movimentações consideradas atípicas pelo Coaf, consta que a assessora de Ceciliano fez transações envolvendo servidores e ex-comissionados de órgãos públicos, inclusive da Alerj.

Com informações de O Dia