Notícias de Última Hora

Após fazer sexo com travesti, homem mata e arranca seu coração

Caio Santos de Oliveira confessou o crime disse que matou porque vítima era "um demônio"

Caio Santos de Oliveira confessou o crime (Foto: Sarah Brito/ACidade ON)
Um homem foi preso após matar uma travesti e arrancar seu coração em um bar no Jardim Marisa, em Campinas, na manhã desta segunda-feira (21). Caio Santos de Oliveira, 20 anos, confessou o crime à polícia.

Ele disse que conheceu a travesti, de 35 anos, na noite de domingo, no Bar da Mãe, mesmo local do crime. A vítima era dona do estabelecimento. Eles tiveram um relacionamento e, de manhã, Oliveira usou cacos de vidro para matar a travesti e retirar seu coração.



O órgão foi encontrado enrolado em um pano no guarda-roupas na casa de Oliveira, a alguns metros do bar. Ele ainda colocou a imagem de Nossa Senhora Aparecida sobre o corpo da travesti. A Polícia Militar, por meio do Baep (Batalhão de Ações Especiais) disse que Oliveira também roubou R$ 250 e aparelhos eletrônicos da vítima.



Em entrevista, Oliveira disse que matou a travesti porque ela era "um demônio". "Ah, ela fez várias coisas, né? Drogas, álcool, tudo", disse. Ele estava desempregado e não tinha antecedentes criminais. Segundo a PM, exames apontaram que ele não estava sob o efeito de entorpecentes ou álcool. O caso foi registrado na Segunda Seccional de Campinas.

Com informações do Site A Cidede On