Notícias de Última Hora

Hospital que Jatene não entregou custará o dobro

O governador visitou as obras do Hospital Regional de Castanhal. (Foto: Marco Santos/Agência Pará)
O governador Helder Barbalho também vistoriou, ontem, as obras do Hospital Regional de Castanhal (HRC), onde constatou que ainda falta um investimento de R$ 54 milhões para sua conclusão e que já foram gastos R$ 122 milhões no local pelo governo passado. Apesar do alto custo, a gestão de Simão Jatene não comprou nenhum equipamento e nem incluiu previsão orçamentária para essa aquisição, que exigirá um investimento aproximado de R$ 50 milhões.


Helder reafirmou o seu compromisso de fazer com que a obra fique pronta e possa ser entregue à população da região Nordeste a partir de Castanhal. No entanto, sérios problemas foram encontrados na sua construção.

“Lamentavelmente, nós estamos diante de um grande problema fruto da má gestão dos recursos públicos, o que exigirá uma apuração muito criteriosa dos recursos aqui aplicados. Quando o Hospital foi licitado, ele custou R$ 83,7 milhões”, comparou o governador.



Para ele, o governo está diante de mais um escândalo, já que ao fim da obra, o hospital custará R$ 175 milhões, mais que o dobro do valor inicial. Por isso, ele comunicou o fato à Auditoria Geral do Estado e ao Ministério Público Federal, uma vez que foram utilizados recursos federais financiados pela Caixa Econômica Federal para que seja feita auditoria e levantados todos os números e a aplicação dos recursos.

Helder informou ainda que terá de ser feita uma nova licitação para concluir a obra, já que no contrato vigente só possui R$ 3 milhões de saldo e ainda há mais de R$ 50 milhões de obras a serem executadas.

“Reafirmo o compromisso de concluir com transparência, garantindo que os recursos públicos sejam aplicados da maneira correta, que a sociedade possa ter clareza dessa aplicação e que nós possamos, com a maior celeridade possível, assegurar que as obras efetivamente fiquem prontas”, disse o governador.

(Diário do Pará)