Notícias de Última Hora

Alcolumbre irá determinar apuração sobre suposta fraude na eleição no Senado

Davi Alcolumbre (DEM) foi eleito presidente do Senado neste sábado (2)
Jonas Pereira/Agência Senado
Eleito presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AL) disse que irá determinar apuração para saber se houve ou não intenção de fazer uma fraude na eleição deste sábado (2). “Por enquanto, há uma suspeita e vamos apurar esse assunto”, disse. “Parece que tem uma filmagem, precisamos apurar, avaliar”, afirmou o senador.


A primeira votação da sessão de sábado foi anulada porque a urna recebeu 82 votos, apesar da Casa ter apenas 81 senadores. Depois, em nova votação, Alcolumbre foi eleito. Ele admitiu que a votação foi tumultuada, mas considerou que o Senado “saiu muito grande desse processo por cumprir a decisão judicial”. Na madrugada, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que a votação fosse secreta e não aberta como a maioria dos senadores tinha votado anteriormente. No entanto, apesar do rito ter se mantido secreto, boa parte dos senadores revelaram o voto durante o pleito, inclusive mostrando as cédulas para as câmeras.


Renan e Kátia Abreu

Em relação à senadora Katia Abreu (PDT-TO), que protagonizou uma cena curiosa com Alcolumbre na sessão de sexta-feira (1), ele afirmou que a parlamentar é uma amiga e que estará à disposição dela. A senadora pegou uma pasta da mesa diretora enquanto Alcolumbre presidia a sessão e, quando ele pediu que ela devolvesse, a senadora retrucou “vem tomar”. Neste sábado, a ex-ministra da Agricultura o presenteou com um buquê de flores “Estamos vivendo outro momento, isso é uma página virada”, disse.

Sobre o principal adversário nesta eleição, Renan Calheiros (MDB-AL), Davi Alcolumbre afirmou que vai telefonar para o senador e que a experiência dele “vai ser muito importante”. “Assim como vou ligar para todos os senadores, a bandeira vai ser o diálogo”, disse. “O Senado não pode parar, os senadores vão ter que fazer dessa casa o que o Brasil esperar.”

Com Estadão Conteúdo