Notícias de Última Hora

Dias Toffoli nega interferência do STF na CPI Lava Toga


Presidente do STF nega que ministros da Corte interferiram no arquivamento da CPI dos Poderes Superiores.


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o “ativismo judicial”, apelidada carinhosamente de Lava Toga, foi arquivada na noite desta segunda-feira (11) pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Três senadores retiraram os nomes da comissão de última hora, evitando que o requerimento avançasse. A quantidade de assinaturas não foi suficiente.



Os senadores Kátia Abreu (PDT-TO), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Gomes (MDB-TO) desistiram antes que a comissão fosse instalada.

Em conversa por telefone com o Estadão, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, negou qualquer envolvimento com o arquivamento da CPI Lava Toga.

Nos bastidores, membros do STF enxergaram as movimentações para a criação da CPI como uma estratégia do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Nesta terça-feira (12), após almoçarem juntos em Brasília, no restaurante Rubaiyat, Onyx e Toffoli deram uma coletiva de imprensa lado a lado e falaram de “entendimento” e “pacificação” entre os poderes.

O presidente do STF destacou a “importância de respeito de competências de cada um dos poderes”, enquanto o ministro da Casa Civil disse que o governo está construindo “uma grande aliança pelo Brasil”.


Fonte: Renova Mídia