AO VIVO

Notícias de Última Hora

Hospital Regional de Altamira define as ações estratégicas de atendimento para o biênio 2019/2020


Gestores do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), administrado pela Pró-Saúde Associação de Assistência Social e Hospitalar, em Altamira (PA), definiram o planejamento estratégico que norteará as ações de atuação e gestão da unidade de saúde no biênio 2019/2020. Entre as ações programas estão a maior interação com a comunidade local por meio de palestras educativas, mudanças nos processos de assistência à pacientes internados, redução de custos e de emissão de CO2 através do plantio de mudas, por exemplo.


Realizadas a cada dois anos, as etapas do planejamento foram conduzidas pela consultora de administração hospitalar da Pró-Saúde, Andreia Berto. “Repensamos o Hospital a partir do cenário atual e dos pontos levantados por todos. Criamos um novo planejamento com o objetivo de buscar soluções melhores para os próximos anos, para atingir a visão do Hospital, que é ser reconhecido como um hospital de excelência pelos serviços prestados”, explicou a consultora.



Entre as ações definidas durante o planejamento estão a realização de visitas em órgãos públicos de saúde (atenção básica) para aplicação de capacitação e treinamento dos profissionais para fortalecer o processo de contra-referência; a fixação da equipe técnica para cuidar dos mesmos usuários durante todo o período de internação; e implantação de enfermeiro(a) hospitalista nas unidades assistenciais. O enfermeiro hospitalista é o profissional que sabe identificar sinais e sintomas de complicações e, assim, iniciar os cuidados de enfermagem e ativar a equipe multiprofissional do Hospital para o atendimento, o que reforça a segurança do paciente.

Para fortalecer o relacionamento com a sociedade, estão previstas a realização de palestras sócio-educativas em escolas do município e ações nos Reassentamentos Urbanos Coletivos (RUCs). A redução de custos e do impacto da emissão de CO2 através do plantio de mudas também foram incluídas na programação.


Por sua importância e abrangência, o planejamento estratégico foi feito com a colaboração das principais lideranças do Hospital Regional Público da Transamazônica. “A participação dos gestores é fundamental, pois quanto maior o engajamento, também é mais fácil que aquilo que foi planejado seja colocado em prática”, ressaltou Andrea. “Foi um momento de verificar como os processos estão acontecendo e buscar formas de ser ainda melhor naquilo que desenvolvemos diariamente. É um processo de melhoria contínua, em que cada dia damos um passo a mais”, aponta.



O gerente do Núcleo da Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), Daniel Johann, explica como foi o processo. “No planejamento estratégico, a princípio, é feita uma análise de cenários, elencando forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. A partir daí conseguimos identificar em que estado o nosso Hospital se encontra, para definir as ações. Essa construção conjunta entre todos os setores permite um alinhamento de todas as estratégias que serão adotadas”, esclareceu.

O diretor Hospitalar, Edson Primo, reforça a relevância do planejamento. “Esta é a melhor forma de nós garantirmos a perenidade da Instituição e, também, de alcançarmos os nossos objetivos. Nós revimos nossa visão, missão e valores e estabelecemos todas as ações que precisamos desenvolver durante esse tempo para atingir o nosso objetivo maior, que é a nossa visão. Vamos monitorar todas as ações mensalmente para acompanharmos o desenvolvimento e fazer as correções nos momentos mais oportunos”, destacou o gestor.

Por Suellem Mendes