AO VIVO

Notícias de Última Hora

Mourão diz que ‘ventinho’ pode derrubar ditadura Maduro


O ditador venezuelano pode cair de uma hora para outra, “como um castelo de cartas”, de acordo com a opinião de Mourão.


Em entrevista à agência Reuters, o vice-presidente Hamilton Mourão, nesta quinta-feira (14), afirmou:

“É difícil você dar prazo numa situação como essa, porque é igual a um castelo de cartas. Às vezes dá um ventinho e ele cai da noite para o dia. Vamos lembrar do Muro de Berlim, que ninguém acreditou que caísse, como caiu da noite para o dia. Quando foi, foi. Acho que na Venezuela vai ser mais ou menos assim.”


O general Mourão já serviu como adido militar na Venezuela e conhece muito bem o País. Ele acredita que o Brasil não corre o risco de se envolver demais na situação do vizinho problemático:

“O envolvimento que a gente deve e podia ter já está colocado, que são as pressões diplomáticas, em termos de sanções econômicas nós temos muito pouca coisa para ser aplicada na Venezuela. O ponto lógico que poderíamos ir, já fomos.”

O vice-presidente da República explicou que não há contato entre as Forças Armadas do Brasil e o Exército do ditador Nicolás Maduro:

“Nós perdemos muito desses contatos, porque com os expurgos sucessivos das Forças Armadas venezuelanas aqueles contatos que nós tínhamos ficaram limitados ao pessoal mais jovem, então com os militares de nível mais alto nós perdemos o contato.”

Mourão manteve a posição de que a única maneira de Maduro deixar o poder é ter uma saída pelo aeroporto. Cuba, Turquia e Rússia seriam os destinos mais prováveis de uma fuga da cúpula chavista.


Com informações da agência Reuters