AO VIVO

Notícias de Última Hora

"Não quero mais dar aula", diz professor espancado por aluno em escola pública

Um professor de 62 anos foi brutalmente agredido por um estudante em uma escola estadual de Lins, interior de São Paulo. A vítima foi surpreendida com diversos socos e chutes no rosto e precisou ser levado às pressas para o Hospital Santa Casa.

(Foto: Reprodução: Arquivo Pessoal)
O fato aconteceu na escola Otacílio Santana, no Parque Alto de Fátima na última sexta-feira (22). De acordo com o depoimento do professor, um aluno de 14 anos de outra turma tentou entrar na sala para falar com uma menina no meio de sua aula, como estava no meio de uma explicação, ele não deixou o garoto entrar. Após ser impedido, o aluno arremessou um caderno na direção do professor e o agrediu com diversos socos e chutes.


Em depoimento à polícia, o jovem disse que precisava falar com sua prima e que o professor já chegou o puxando pelo braço para fora da sala e logo em seguida começou agredir o professor. No hospital, o docente precisou fazer seis pontos no rosto e outros dois no supercílio. O professor relatou que está horrorizado com a violência sofrida e que pensa em não dar mais aulas.

Segundo a Polícia Civil tanto a família do jovem quanto o Conselho Tutelar foram acionados para a delegacia para onde o menino foi levado . A Polícia informou ainda que irá encaminhar o caso na segunda-feira (25) para a Vara da Infância e Juventude. Já a Secretaria Estadual de Educação informou através de nota que "realiza trabalho em parceria com prefeitura de Lins e a rede de proteção para crianças em situação de vulnerabilidade social para coibir situações de violência nas escolas".


(Com informações do SBT Notícias)