AO VIVO

Notícias de Última Hora

OAS delata pagamento de propina para irmão de ministro Dias Toffoli


O presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, entregou em depoimento de delação premiada que pagou e repassou propina em caixa 2 para o irmão de Dias Toffoli.

No depoimento, obtido pela Folha, o empreiteiro declara que conheceu Ticiano Toffoli, que foi prefeito de Marília pelo PT, “em 2001, num jantar, em Brasília, junto com o então presidente do DAEM (Departamento de Água e Esgoto de Marília), Antonio Carlos Guilherme de Souza Vieira, conhecido como Sojinha (…)”

“Foi solicitada vantagem indevida no valor de R$ 1 milhão com a finalidade de comprar a renúncia do então prefeito do município de Marília, Mário Bulgareli (PDT)” continua o depoimento.



Segundo a delação, Ticiano concorreu a reeleição e a OAS, mais uma vez, teve que desembolsar dinheiro para auxiliar.

“Desse modo, com a finalidade de manter a gestão de Ticiano e, com isso, a possibilidade de execução da obra vendida, determinei a realização de doação da quantia de R$ 1,5 milhão em espécie, via caixa dois” continua o delator.

Léo Pinheiro ainda confirmou que, mesmo com Ticiano não sendo reeleito, Sojinha procurou o representante da empresa após a eleição a fim de solicitar mais R$ 1 milhão para quitar dívidas de campanha.


Informações da Folha e dO Antagonista