AO VIVO

Notícias de Última Hora

Por tatuagem de Bolsonaro, passista é impedida de desfilar no carnaval


A Unidos de Vila Maria tem como destaque a passista Erika Canela. Apesar disso, a passista foi impedida de desfilar no carnaval de São Paulo neste ano. O motivo? Uma tatuagem. Erika tatuou no corpo um desenho do presidente Jair Bolsonaro com “arminha” nas mãos e a faixa presidencial.


A escola de samba confirma o impedimento e afirma não “compactuar” com a escolha da jovem. A Unidos da Vila Maria diz que “zela pela alegria, irreverência e cidadania de seus componentes”.

A Unidos de Vila Maria ainda recomendou que ela não desfilasse, principalmente pela repercussão negativa de uma entrevista que ela havia dado, em que dizia que iria mostrar a tatuagem durante o desfile. “Não vou poder mais desfilar. Tudo aconteceu depois que dei uma entrevista falando que mostraria a tatuagem do Bolsonaro na avenida e recebi muitas críticas. Fui muito discriminada por isso, me xingaram”, afirmou.



“Com isso, soube que a Liga das Escolas de Samba teria entrado em contato com a Vila Maria, falando que eu não poderia desfilar. Aí a escola entrou em contato comigo e resolvemos que não vou mais desfilar. Não quero prejudicar a Vila Maria de forma alguma”, completou.

Confira a tatuagem de Erika abaixo:

Reprodução/Instagram
Com informações do Yahoo