AO VIVO

Notícias de Última Hora

CONFIRA COMO FOI A VISITA DO MINISTRO DA SECRETARIA DE GOVERNO EM ALTAMIRA


O ministro da secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, acompanhado de representantes de nove ministérios, entre eles, o presidente da FUNAI, do Incra e do IBAMA vieram para Altamira. Eles chegaram ao município nesta segunda-feira, dia 11 de março, em um avião da Força Aérea Brasileira, por volta das nove horas da manhã. Ainda no aeroporto o ministro foi recepcionado por prefeitos e vereadores da região, além de representantes de órgãos e entidades.

A visita a Altamira teve entre os objetivos, conhecer as obras de compensação da hidrelétrica de Belo Monte, verificar a situação da pavimentação da BR 230 além de se reunir com lideranças indígenas da região. “Naturalmente essa vinda aqui tem por objetivo verificar in loco a situação do andamento desses processos. Nós estamos constantemente recebendo demandas dos indígenas de insatisfação, porque é um processo demorado as obras de compensação de Belo Monte, por isso nós viemos cumprir essa promessa que fizemos com os indígenas depois do protesto que eles fizeram na rodovia Transamazônica no mês passado”, explicou o presidente da Funai, Franklimberg Freitas.

Ministro em visita à reassentamento indígena.
Foto: Wilson Soares.
A primeira parada do general Santos Cruz foi no reassentamento indígena, que está sendo construído próximo ao Pedral. Lá estão sendo erguidas 150 residências para índios citadinos. “A primeira impressão é de que Altamira recebeu muitas obras do projeto Belo Monte. Existem várias iniciativas e essas iniciativas vão continuar. Eu tive a oportunidade de visitar alguns Ruc’s, que são vilas completamente novas, bem localizadas e a gente espera que isso traga conforto”, disse o ministro em entrevista.


De lá, a comitiva percorreu de carro alguns pontos da cidade, como o Hospital Geral do mutirão e o Reassentamento Urbano Coletivo Jatobá. E dali eles seguiram para o 51º BIS, onde o ministro se reuniu com o presidente da Norte Energia, mas não foi permitido o acesso da imprensa. Após essa reunião, a comitiva foi conhecer as obras da nova Casa do Índio, onde funcionava o antigo setor de recursos humanos do Consórcio Belo Monte. O ministro fez uma avaliação das condicionantes que teve oportunidade de conhecer. “Existem algumas ponderações, seja por conta da comunidade, por conta da prefeitura, mas são coisas de equacionamento, porque quando se cria uma vila ou constrói escolas tem que ter uma continuidade, tem que ter professores e material escolar, entende. Da mesma forma é um posto de saúde, que depois de construído tem que mobiliar, contratar médicos, enfermeiros. Então tem coisas ainda que irão se estender inclusive após a conclusão das obras de Belo Monte”.

Ministro Santos Cruz durante reunião. Foto; Wilson Soares
Ainda no primeiro dia de visita, no período da tarde, o general Santos Cruz se reuniu com a procuradora da república Thais Santi. Já na terça-feira pela manhã, ele participa de uma reunião com os indígenas na Funai e de lá ele segue para um reunião com os prefeitos da região, na nova sede da Associação do Consórcio Belo Monte. O ministro encerrou a agenda dele em Altamira agora à tarde, na 59ª reunião do PDRS Xingu.

Assista:

Com informações de Wilson Soares e Valéria Furlan da A Voz do Xingu