AVISO

GLEYSON ARAUJO FAZ A CHAMADA PARA O ATO DO DIA 26 DE MAIO

GLEYSON ARAUJO FAZ A CHAMADA PARA O ATO DO DIA 26 DE MAIO Assista no YouTube: https://youtu.be/21oIB70IY5k

Posted by TV Cidade News on Thursday, May 23, 2019

Notícias de Última Hora

Piloto de avião que caiu na Etiópia pediu para retornar antes da aeronave cair

Local onde caiu avião na Etiópia ; acidente deixou 157 mortos, segundo a Ethiopian Airlines - Crédito: Maheder Haileselassie/Reuters
Um avião da Ethiopian Airlines, que voava da capital da Etiópia, Adis Abeba, para Nairobi, no Quênia, caiu neste domingo (10) com 157 pessoas a bordo. Não há sobreviventes, e as causas do acidente ainda são desconhecidas.


O Boeing 737 MAX 8 caiu perto da cidade de Bishoftu, 62 km a sudeste de Adis Abeba. "O piloto mencionou que teve dificuldades e que queria voltar [a Adis Abeba]", afirmou o presidente da companhia aérea, Tewolde GebreMariam Medhin, em entrevista coletiva. Os controladores, então, "autorizaram-no" a dar meia-volta e retornar.


"Nós recebemos o avião em 15 de novembro de 2018. Ele voou mais de 1,2 mil horas. Havia voado de Joanesburgo [na África do Sul] mais cedo esta manhã", afirmou o CEO da Ethiopian Airlines. O piloto tinha mais de 8 mil horas de voo, segundo autoridades da companhia em coletiva.

"Como eu disse, é um avião novo em folha, sem registros de problemas técnicos, comandado por um piloto sênior, e não há nenhuma causa à qual possamos atribuir [o acidente] neste momento", disse o presidente da empresa aérea.


AFP | Reuters
O avião levava 149 passageiros e 8 tripulantes. Segundo lista divulgada pela companhia, havia passageiros de mais de 30 nacionalidades diferentes. Havia quenianos, etíopes, norte-americanos, canadenses, franceses, chineses, egípcios, suecos, britânicos, holandeses, indianos, eslovacos, austríacos, suecos, russos, marroquinos, espanhóis, poloneses e israelenses.

Em nota, o Itamaraty informou que "não foram identificados brasileiros na lista de passageiros".

"O mais afetado, como vocês devem imaginar, é o Quênia, com 32 passageiros a bordo dos 149", afirmou o ministro dos transportes queniano, James Macharia, em entrevista coletiva.


Com informações do Globo.com