Notícias de Última Hora

Bolsonaro desmente aumento de gastos com publicidade


Bolsonaro disse que vai seguir usando as mídias tradicionais, mas que não manterá o que considera “privilégios de emissoras”.



O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que não pretende utilizar a distribuição de verbas da publicidade institucional para “perseguir ninguém”.

Em live no Facebook, nesta quinta-feira (18), Bolsonaro declarou:

“A gente não quer perseguir ninguém. Em havendo necessidade de gastar com a mídia tradicional, vai ser gasto. Vamos usar o critério técnico e racional. Não vai ser mais aquela televisão conseguindo 85% da propaganda e os demais 15%.”



O presidente também disse ser mentirosa uma reportagem do UOL que relatava aumento nos gastos publicitários no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

O governo afirma que os gastos foram contraídos pelo ex-presidente Michel Temer.

Segundo a Secom, o valor gasto com publicidade na TV nos três primeiros meses do governo foi de R$ 13,3 milhões, um número 60% menor do que as verbas liberadas no mesmo período de 2018.


Ainda durante a transmissão, o presidente defendeu a liberdade de imprensa e afirmou querer manter diálogo com jornalistas:

“É melhor uma imprensa capengando do que sem ter imprensa. Quero sim conversar com a imprensa. Imprensa brasileira, tamo (sic) junto. Pode ter certeza que esse namoro, esse braço estendido aqui, estará sempre à disposição de vocês.”

Assista:

Com informações do Renova Mídia