Notícias de Última Hora

Censura do STF reforça pressão por CPI da Lava Toga


A decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de censurar os sites da revista Crusoé e O Antagonista reacendeu a pressão pela CPI da Lava Toga.


A pressão para se criar a Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar magistrados das cortes superiores, a chamada CPI da Lava Toga, voltou a ganhar intensidade nesta segunda-feira (15) após a ordem de censura do STF contra a revista Crusoé.

Senadores reagiram publicamente depois que a notificação de censura recebida pelo site foi revelada.


A decisão do ministro Alexandre de Moraes determinou a retirada do ar da reportagem e de notas publicadas na semana passada sobre uma menção ao presidente da corte, Dias Toffoli, feita em um e-mail pelo empresário e delator Marcelo Odebrecht.

Segundo a Folha, o autor dos dois requerimentos para criação da CPI, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), declarou:

“Se alguém tinha dúvidas sobre a urgência da CPI das cortes superiores, os ministros confirmam a sua necessidade. E quem via risco à democracia na atuação do Executivo agora precisa se preocupar também com outro lado da Praça dos Três Poderes, de onde se avolumam as ações autoritárias.”

Com informações do Renova Mídia