Notícias de Última Hora

MEC autoriza curso de Direito para Altamira

Além do curso de Direito, outra novidade será o curso de Psicologia, que também aprovado pelo Ministério da Educação


A Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, ligada ao Ministério da Educação, emitiu, no início de abril, parecer favorável à criação do curso de Direito na em uma universidade particular, em Altamira. O pedido de credenciamento da Faculdade de Direito e a autorização do curso foram solicitados no dia 29 de março de 2017 e, para que o processo fosse deferido, a unidade de ensino passou pelas fases de análise documental e avaliação in loco. As condições de oferta do curso foram verificadas e a faculdade recebeu nota 4 na avaliação – de um total de 5 pontos.

A expectativa é de que já no segundo semestre de 2019 a Faculdade oferte vagas para o curso de Direito, pois, para a efetiva implantação da graduação e realização do vestibular, a faculdade aguarda a finalização das próximas etapas, que são: devolução do processo eletrônico pelo CNE ao MEC; homologação da publicação do Ato Autorizativo de Credenciamento, pelo Ministro da Educação, no Diário Oficial da União – DOU; homologação do Ato Autorizativo de Autorização do curso de Direito. Essas fases devem demandar mais dois meses até que sejam concluídas.


Psicologia

Além do curso de Direito, outra novidade será o curso de Psicologia, que também aprovado pelo Ministério da Educação – junto ao credenciamento da instituição- e que também tem expectativa de começar a ofertar vagas no segundo semestre de 2019.

De acordo com o diretor geral da Serra Dourada, Renato César Campos, tanto o curso de Direito quanto o de Psicologia são muito aguardados, já que serão os primeiros a serem ofertados para Altamira e região.

“Há uma demanda muito grande de pessoas que desejam cursar essas graduações e a Serra Dourada vai possibilitar, a partir do segundo semestre de 2019, que essa demanda seja atendida. Além disso, entendemos que o início desses dois cursos irá contribuir e muito para a formação de profissionais e desenvolvimento da região de Altamira”, diz.

(Assessoria)