Notícias de Última Hora

Moro denuncia manchete da Folha e critica Datafolha

“A pesquisa mal feita apenas reforça a necessidade de continuar explicando aqui no Twitter o projeto de lei anticrime”, declarou Moro


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, utilizou a rede social Twitter para apontar inconsistências em pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (11) pelo jornal Folha de S. Paulo.

“Pesquisa do Datafolha rendeu manchete na Folha de São Paulo, ‘maioria é contra pontos-chave de pacote anticrime de Moro'”, escreveu o ministro na primeira mensagem publicada na manhã de hoje.


“Bem, nenhuma das perguntas feitas na pesquisa diz respeito a medidas constantes no projeto de lei anticrime”, rebateu Moro.

O ministro ressaltou que “pesquisas de opinião são importantes para auxiliar na construção de políticas públicas”, mas deixa claro que este levantamento do Datafolha não está relacionado com seu pacote anticrime.



Ainda em seus tuítes, Moro apresenta erros críticos nas perguntas feitas aos cidadãos pelos funcionários do Datafolha:

“Por exemplo, nada há no projeto que defenda licença para policiais atirarem em inocentes ou mesmo em suspeitos ou que episódios assim não devam ser investigados. Em nenhum lugar defende-se que pessoas simplesmente por estarem nervosas possam atirar em alguém e permanecer impunes.”

O ministro aproveitou o espaço para dar dicas de questionamentos para as próximas pesquisas:

“Uma sugestão: perguntar sobre a opinião das pessoas acerca da execução imediata da condenação criminal após julgamento por Corte de Apelação, um ponto fundamental do projeto. Acusados poderosos manipulam o sistema recursos para evitar punição mesmo quando culpados.

Ou se homicidas e feminicidas devem ser presos logo após a condenação por um Tribunal do Júri ou se devem esperar o trânsito em julgado que pode levar vinte ou trinta anos. Outro ponto importante do projeto.”


Fonte: Renova Mídia