Notícias de Última Hora

Principal fonte de renda da UNE na mira de Bolsonaro

Governo federal estuda viabilidade de carteira de estudante que pode “esvaziar” entidades como a UNE


O governo do presidente Jair Bolsonaro tem trabalhado para criar uma carteira de identificação de estudantes com o objetivo de esvaziar a carteirinha emitida por entidades estudantis, como a União Nacional dos Estudantes (UNE).


O documento, que garante meia entrada em cinemas e espetáculos, é a principal fonte de renda dessas organizações, que, ao longo dos anos, estão sendo utilizadas com massa de manobras de partidos políticos ligados à esquerda brasileira.


Enquanto isso, no Congresso Nacional, deputados tentam emplacar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar repasses feitos à UNE, dominada pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), nos últimos anos.

A iniciativa passa pela criação de um aplicativo de identificação de participantes nos exames e avaliações, como o Enem. Pelo aplicativo, estudantes poderão emitir uma carteirinha eletrônica a partir de identificação com o CPF.

A ideia é começar o cadastro por alunos do ensino superior. Em um segundo momento, abrir adesão para estudantes de outras etapas. Os detalhes técnicos do aplicativo já estão prontos.

Com informações da Gazeta do Povo