Notícias de Última Hora

Facebook proíbe links de jornal independente dos EUA


Muito além do banimento individual de usuários, o Facebook implementou uma ferramenta de censura ainda mais preocupante: a proibição de links.


A velha imprensa foi, é claro, informada com antecedência sobre o banimento de Facebook de influenciadores alinhados à direita.

Uma reportagem publicada no último dia 2 de maio no jornal The Atlantic contém detalhes reveladores.



Não apenas a conta pessoal do apresentador e empresário Alex Jones foi banida do Facebook. O editor-chefe do seu jornal InfoWars, Paul Joseph Watson, também foi alvo da plataforma de Mark Zuckerberg.

Todos os links para o site da Infowars agora são vistos como conteúdo malicioso pela plataforma digital. Compartilhe Infowars com muita frequência e você também será banido.

De acordo com matéria do The Atlantic:


“Infowars está sujeito à mais estrita proibição. O Facebook e o Instagram removerão qualquer conteúdo que contenha vídeos Infowars, segmentos de rádio ou artigos (a menos que a postagem esteja condenando explicitamente o conteúdo), e o Facebook também removerá quaisquer grupos configurados para compartilhar conteúdo Infowars e eventos promovendo qualquer uma das figuras extremistas proibidas.”



A atitude da rede social leva a censura nas mídias sociais a níveis completamente novos. Se você publicar conteúdo Infowars no Facebook ou no Instagram, sua postagem será removida. Se você postar repetidamente, você será banido.

Observe também o texto do jornal: você será penalizado, a menos que sua postagem esteja condenando o Infowars. O Facebook agora está descaradamente usando seu poder para recompensar certas posições políticas e punir outras.

Isso não é censura de um indivíduo ou de um grupo por uma violação de termos de serviço. É a perseguição completa de um site de mídia independente, que, apesar de todas as críticas, teve um grande impacto na política recente dos Estados Unidos.


Fonte: Renova Mídia