Notícias de Última Hora

General Paulo Chagas ao lado dos protestos do dia 26


“Vou me empenhar para que vá o máximo de pessoas”, disse o general Paulo Chagas.

O general da reserva Paulo Chagas disse que fará o possível para que os atos convocados para o próximo domingo, dia 26 de maio, sejam grandes e pacíficos.


Segundo a jornalista Daniela Lima, Chagas declarou:

“Vou me empenhar para que vá o máximo de pessoas para, ordeira e veementemente, dizer que é preciso romper a inércia e que o Brasil precisa andar.”

Chagas endossa uma parte das queixas embutidas no texto compartilhado por Bolsonaro na última sexta-feira (17) e diz que “o Congresso precisa parar de fazer oposição por oposição”.

O general, no entanto, prega entendimento:

“Tem que ter um processo de cooptação das pessoas da melhor forma, no sentido da conscientização de que tem um programa que foi aprovado pela maioria e precisa ser executado.”


Recentemente, o general foi alvo do inquérito das fake news aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. A casa do general foi alvo de um mandato de busca e apreensão.

“Já estava esperando. Se não acontecesse é sinal que ninguém dá bola para mim. É sinal que eles têm lido o que escrevo. Me deram recibo”, disse Chagas na ocasião.


Fonte: Renova Mídia