Notícias de Última Hora

Lideranças dos caminhoneiros apoiam protestos do dia 26 de maio


Os protestos convocados para o dia 26 de maio contra o Centrão e a favor das reformas apresentadas pelo governo Bolsonaro ganharam reforços de peso.


Em maio de 2018, uma paralisação dos caminhoneiros deixou o Brasil em uma situação extremamente delicada. O desabastecimento afetou quase todas as regiões do país.


Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, foi um dos líderes deste movimento. Segundo a VEJA, ele afirmou que a categoria apoia as manifestações pró-governo marcadas para o próximo domingo, 26.

Dedéco afirmou:


“Não estou apoiando o presidente, mas a governabilidade do país. Eu percebo que o Congresso Nacional está travando muito as pautas do governo. O Brasil está parado por falta de governabilidade.”

Questionado sobre se os protestos podem prejudicar o governo do presidente Jair Bolsonaro, o caminhoneiro respondeu:

“Há riscos para o presidente, mas também para o Congresso. Quem manda no Brasil é o povo. Vejo alguns falarem que pode ser um tiro no pé, mas eu acho que o povo tem sim de ir para a rua e mostrar sua insatisfação.”


Já o site Terça Livre, em matéria publicada nesta terça-feira (21), citou as palavras de Ramiro, outra liderança dos caminhoneiros, sobre os atos do dia 26 de maio:

“A gente é capitão até debaixo d’água, a gente votou na pessoa Bolsonaro, pra que ele fosse presidente, e no projeto de governo dele. Foi o que a gente escolheu pra tocar o país, e eles não estão querendo deixar esse projeto ser executado. Estão querendo fazer de tudo pra desgastar o presidente pra derrubar ele.”

Fonte: Renova Mídia