Notícias de Última Hora

Médico é acusado de contaminar 90 pessoas com HIV, sendo 65 crianças


Um caso bizarro chocou o mundo na sexta-feira (3).

Um médico foi acusado de ter infectado pelo menos 90 pessoas, sendo 65 crianças, com o vírus da aids. O caso foi no sul do Paquistão.


De acordo com as fontes, o médico era soropositivo.


Segundo a polícia, ele usava a mesma seringa, que estava contaminada, para aplicar medicamentos nas vítimas.

As autoridades foram alertadas pela primeira vez na semana passada, quando 18 crianças que moravam na periferia de Larkana tiveram resultados positivos para o vírus da imunodeficiência humana (HIV).

Outra fonte do sistema de saúde confirmou a contaminação, mesmo apresentando números ligeiramente diferentes.

O Paquistão não possui uma alta prevalência de HIV, mas os casos estão aumentando, principalmente entre usuários de drogas, profissionais do sexo e imigrantes de países do Golfo.


(Com informações de UOL)