Notícias de Última Hora

Polícia Civil apreende munições e armas durante operação em Senador José Porfírio


A Polícia Civil apreendeu dezenas de munições e armas de fogo e prendeu em flagrante duas pessoas durante operação policial, realizada na última terça-feira (21), na zona rural de Senador José Porfírio, sudoeste do Pará. Realizada por policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários de Altamira e da Superintendência Regional do Xingu, a operação teve por objetivo inicial cumprir mandado de busca e apreensão referentes às investigações sobre o conflito armado que resultou em duas mortes na região do Assurini, em abril deste ano.


Na época das mortes, um grupo armado formado por seis homens invadiu duas propriedades particulares e obrigou famílias que estavam no local a deixar as casas. Durante abordagem a um dos imóveis no local, uma pessoa armada reagiu e trocou tiros com o bando. Um homem identificado como o policial militar Valdenilson Rodrigues da Silva, lotado em Marabá e que fazia parte do grupo, morreu durante o tiroteio.

Três dos envolvidos no grupo morreram e outros três estão foragidos: Balbino José da Conceição, Washington Maia e Alex César Silva. Durante a operação, realizada nos Travessões Trans União e Travessão Espelho, na região Assurini, em Senador José Porfírio, os policiais civis foram até dois imóveis na região. Em um deles, foram apreendidas armas, como uma espingarda de cano curto possivelmente calibre .20; uma arma de fogo de fabricação caseira provavelmente calibre .28 e uma espingarda de calibre não identificado.


Ainda, no local, foram apreendidos dois cartuchos intactos calibre .20; quatro cartuchos calibre 28; seis munições calibre .38; 50 munições intactas calibre .22; um frasco com pólvora e um recipiente com balins de chumbo. As armas de fogo não apresentavam numeração de série. Em outra propriedade rural, os policiais civis encontraram uma relação de espingardas e munições, bem como um revólver artesanal. Os proprietários dos dois imóveis estão com mandados de prisão, mas não foram localizados.

As diligências na região prosseguiram e resultaram em duas prisões em flagrante. Em uma delas, foi preso Walace Braga Pontes por porte ilegal de arma e munição. A prisão foi realizada após a abordagem de um carro, onde estavam três homens. Durante a revista no carro, uma espingarda calibre .12 e mais 14 munições intactas calibre .12 foram apreendidas. O material pertence a Walace que foi preso em flagrante para responder pelos crimes. O suspeito foi liberado mediante pagamento de fiança. Em outra abordagem de veículo, os policiais civis flagraram o condutor José Roberto Freitas em um carro tipo caminhonete com placa clonada.

Diante da constatação de adulteração no veículo, o motorista do carro foi conduzido à Delegacia de Polícia de Altamira e autuado em flagrante delito. A operação foi comandada pela equipe de policiais civis da DECA de Altamira sob comando dos delegados Fábio Amaral e Lucas Luz, acompanhados dos investigadores Daniel Faraco e Vitor Moreira e escrivã Taciana Almeida, com apoio da Superintendência Regional do Xingu, por meio do delegado Walison Damasceno e investigador Glauton Rocha.

Fonte: Polícia Civil do Pará