Notícias de Última Hora

Tragédia: Itaitubense morre em acidente de helicóptero no Amazonas


Três pessoas, incluindo o itaitubense, morreram no acidente; aeronave ficou desaparecida por quatro dias

Daniel Oliveira Silva era o piloto da aeronave.
No início da tarde desta sexta-feira (10), foram encontrados nos destroços de um helicóptero, corpos de três pessoas que haviam desaparecido na última segunda-feira (06). Segundo informações da equipe da Defesa Civil, os corpos foram localizados no município de Novo Aripuanã, próxima a uma comunidade de nome Flexal, no rio Aripuanã. Uma pessoa segue desaparecida.


Dentre as vítimas do acidente fatal está o itaitubense identificado como Daniel Oliveira Silva, de 33 anos, que era o piloto da aeronave e estava à trabalho na região. A notícia foi uma surpresa para os amigos e familiares. Daniel deixa sua esposa, Alda Suzy, e mais dois filhos. Alguns amigos e familiares, pelas redes sociais, publicaram mensagens se consternando pelo acontecido.

Os corpos e pedaços da aeronave, de acordo com informações do coordenador da Defesa Civil do município, Newderson Aroucha, foram encontrados por moradores das redondezas. “Estamos na esperança que o quarto passageiro esteja vivo”, afirmou o coordenador.

Aeronave utilizada no acidente.
Na última segunda-feira (06), o helicóptero modelo AS – 5.0, decolou em direção a uma pousada localizada no rio Acari, com quatros pessoas a bordo. Estavam na aeronave Esquilo AS350 B2, o piloto itaitubense, Daniel, um técnico em eletrônica e prestador de serviços da Sky, e outro técnico de informática e funcionário da Net, Fiorentino Filho.

Logo após um período de tempo, na mesma região, a aeronave não foi mais rastreada. Foi então que, a Força Aérea Brasileira começou a realizar buscas sobrevoando no entorno da região.

Segundo familiares, o grupo rotineiramente fazia a rota até a pousada, uma viagem que durava aproximadamente 20min, para realizarem alguns serviços de manutenção.

As buscas estavam sendo realizadas com base em relatos de moradores da região. Em nota, a Aeronáutica informou que o Salvaero Amazônico, unidade da FAB responsável por coordenar buscas aéreas na região, foi notificado na quarta-feira (08) sobre o desaparecimento, que logo começou a fazer as buscas objetivando encontrar a aeronave.


Fonte: Portal Giro (com informações de Acritica)