Notícias de Última Hora

Áudios apontam repasses de R$ 1,8 milhão a Paulinho “do centrão”


Conversas registradas pela transportadora de valores usada pela Odebrecht para efetuar pagamentos ilícitos de propina em São Paulo indicam quatro entregas de dinheiro no valor total de R$ 1,8 milhão para o chefe de gabinete do deputado federal Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força. Segundo as mensagens, os repasses foram feitos entre agosto e setembro de 2014 para Marcelo de Lima Cavalcanti na sede da Força Sindical, presidida por Paulinho até 2018.


Os diálogos obtidos pelo Estadão foram entregues à Polícia Federal por um ex-funcionário da Transnacional, empresa contratada pelo doleiro Álvaro José Novis para fazer entregas de dinheiro a serviço da Odebrecht. As mensagens apontam três pagamentos de R$ 500 mil com as senhas “ford”, “volkswagen” e “chevrolet” e um de R$ 300 mil com a palavra-chave “pandeiro” – todos destinados a Cavalcanti no 11.º andar da Rua Rocha Pombo, 94, prédio da Força Sindical, no bairro da Liberdade, centro da capital paulista.


Paulinho tem sua trajetória intimamente ligada ao sindicalismo, dirigindo a Força Sindical, porém recentemente tem despontado como uma das cabeças do dito “centrão” na Câmara dos Deputados; inclusive recentemente ele expôs sua intenção de desidratar a Reforma da Previdência apenas para prejudicar reeleição de Bolsonaro, mesmo que a reforma seja benéfica ao Brasil.

Fonte: República de Curitiba