Notícias de Última Hora

Bolsonaro alerta Congresso que precisa do crédito extra de R$ 249 bi

Presidente diz que terá de suspender benefícios se Congresso não aprovar crédito ao governo


Caso o Congresso Nacional não aprove o projeto que libera crédito extra de R$ 248,9 bilhões ao governo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que terá de suspender, a partir do dia 25 de junho, o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência.

Bolsonaro fez a afirmação neste sábado (8) na rede social Twitter, acrescentando que, se a proposta não for aprovada pelos parlamentares, outros programas podem ficar sem recursos nos próximos meses.


O chefe do Executivo citou o Bolsa Família, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Plano Safra.


Uma sessão conjunta, com deputados e senadores, está convocada para a próxima terça-feira (11). Bolsonaro disse acreditar que o Congresso aprovará o projeto.

Os parlamentares precisam analisar cinco vetos presidenciais antes da votação da proposta que libera crédito.

Com informações do G1