Notícias de Última Hora

Bolsonaro diz que Wyllys pode ter vendido mandato

Bolsonaro levantou a possibilidade de David Miranda ter comprado o mandato do ex-deputado Jean Wyllys e, em troca, lhe pagaria uma espécie de mesada.


Durante visita à Guaratinguetá, no interior de São Paulo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que as acusações contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, fariam parte de uma trama do ativista Glenn Greenwald e seu marido, o deputado David Miranda (PSOL-RJ).


Em uma curta declaração, Bolsonaro levantou a possibilidade de Miranda ter comprado o mandato do ex-deputado Jean Wyllys e, em troca, lhe pagaria uma espécie de mesada.

A tese, que circula nas redes sociais desde quando Wyllys se anistiou, foi reverberada pelo senador Flavio Bolsonaro durante participação de Moro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na última quarta-feira (19).

Na mesma entrevista, Bolsonaro chamou o ex-participante de reality show, que hoje vive no exterior, de “a outra menina lá”.

“Esse pessoal daquele casal né, aquele casal lá, um deles esteve detido na Inglaterra há pouco tempo por espionagem, o outro aqui tem suspeita de vender o mandato, e a outra menina, namorada de outro, que tá lá fora do Brasil. É uma trama”, acrescentou Bolsonaro sobre o casal Greenwald e Miranda.

Fonte: Renova Mídia