DESTAQUE I

EVENTOS - DIA DAS CRIANÇAS NA PRAIA NASCENTE DO SOL - VICINAL 13

DIA DAS CRIANÇAS NA PRAIA NASCENTE DO SOL - VICINAL 13 Assista também no YouTube: https://youtu.be/eN8n1AFFsDY

Posted by TV Cidade News on Sunday, October 13, 2019

Notícias de Última Hora

Adolescentes lésbicas torturam e matam garota de 14 anos

Enquanto chora e apela para que a deixem ir embora, garota é agredida com facadas, violentamente espancada e afogada no mar

Vítima foi torturada, esfaqueada e espancada antes de ser afogada na água do mar
Uma adolescente de 14 anos foi assassinada a facadas na manhã desta terça-feira (25), na Praia de Maria Farinha, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.


Duas adolescentes lésbicas — ambas de 15 anos — se uniram para assassinar a menina e gravaram um vídeo com o crime, em que aparecem torturando – agredindo com tapas, facadas e afogando na água da praia.

Elas foram apreendidas pela Polícia Civil e autuadas em flagrante por ato infracional equiparado a homicídio.

O delegado Augusto Cunha afirmou que a vítima é ex-namorada de uma das garotas, a que filmou a agressão, informa o site G1.


“O vídeo mostra uma forma sórdida, fria, de um crime dessa natureza. Com crueldade, né. Teve tapa, chute, soco, facada, afogamento. Elas estão muito transtornadas. Apresentaram um surto na delegacia”, explicou o delegado.

“A outra, que aparece no vídeo praticando a maioria das agressões, seria atual da outra agressora”, completou.

A mãe, o padrasto e o namorado da menina morta foram ao Instituto Médico Legal (IML), em Santo Amaro, reconhecer o corpo na noite desta terça.


A família relatou que uma das assassinas tinha tido um relacionamento com a vítima no ano passado e, inconformada com o fim do romance, passou a perseguir e assediá-la constantemente, registra o jornal Diário de Pernambuco.

Nas imagens divulgadas pela internet, é possível ver a vítima sendo espancada. A garota está vestida com roupas da Rede Municipal de Ensino do Recife. A blusa dela está ensanguentada, por causa das agressões sofridas.

Após o fim da autuação, as jovens foram encaminhadas para a Unidade de Atendimento Inicial da Funase (Uniai), localizada na Boa Vista, Centro do Recife.

Com informações do site OP9 e Renova Mídia