Notícias de Última Hora

ONU preocupada com Brasil explorando as riquezas da Amazônia

“Os direitos humanos podem não sobreviver”, diz relator da ONU sobre as mudanças climáticas.


Um informe publicado pela relatoria da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira (25), usa as políticas do presidente da República, Jair Bolsonaro, como um exemplo das ameaças que o meio ambiente sofre e como lideranças internacionais seriam parte do problema.


Reproduzindo o tradicional discurso apocalíptico da ONU sobre mudanças climáticas, o relator Philip Alston alerta que o impacto das alterações no clima pode afetar não apenas os direitos à vida, alimentos e água. Mas também pode afetar a própria democracia e o estado de direito.

Como exemplo, ele usa o governo de Donald Trump, nos EUA, o de Xi Jinping, na China, e o governo de Bolsonaro, no Brasil.



Segundo o site UOL, Alston declarou:

“No Brasil, o presidente Bolsonaro prometeu abrir a floresta amazônica para a mineração, acabar com a demarcação de terras indígenas e enfraquecer agências ambientais e de proteção.”

Bolsonaro seria um dos governos considerados como “míopes” e que tomam medidas “na direção errada”. “O tempo está se esgotando”, acrescentou o relator.


Com informações do site UOL