Notícias de Última Hora

Selfies são cinco vezes mais letais que ataques de tubarão

Depois de virar uma sensação global nos últimos anos, as selfies mataram cinco vezes mais pessoas do que os ataques de tubarão


Entre outubro de 2011 e novembro de 2017, pelo menos 259 pessoas morreram tirando selfies em diferentes lugares no mundo. Este número é cinco vezes maior que os 50 mortos em ataques de tubarão.


As informações, que estão contidas em uma publicação no Journal of Family Medecine and Primary Care, foram reproduzidas pela agência AFP.

A Índia, com seus 800 milhões de celulares, detém o recorde mundial de morte por selfies neste período, com 159 mortos.

Rússia, Estados Unidos e Paquistão também ocupam as primeiras posições deste mórbido ranking.


Os números estão preocupando as autoridades indianas, levando o país a estabelecer “zonas livres de selfies”, dezesseis delas na capital Mumbai.

Em busca da selfie perfeita, cidadãos russos morreram caindo de pontes ou prédios altos, atirando em si próprios ou manipulando uma mina antipessoal.


O parque nacional do Grand Canyon, no Colorado, nos Estados Unidos, também tem sido o cenário de tragédias com turistas que caem no vazio tentando fotografar a si próprios.

Com informações da agência AFP