Notícias de Última Hora

TSE autoriza inquérito de caixa dois contra Jaques Wagner

TSE anulou o entendimento adotado pelo TRE-BA, que havia arquivado o caso contra Wagner sem permitir a abertura da investigação


O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, autorizou a abertura de inquérito eleitoral para investigar repasses de caixa dois da Odebrecht ao senador Jaques Wagner (PT) entre os anos de 2006 e 2014.

A investigação terá como base a delação premiada dos executivos da empreiteira brasileira na Operação Lava Jato.



O inquérito será remetido a um juiz eleitoral de primeira instância da Bahia, que ficará responsável pela investigação, informa O Globo.

A decisão atendeu a recurso movido pelo Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA), no último dia 8 de abril.

Os supostos ilícitos a serem apurados decorrem de colaborações premiadas homologadas no Supremo Tribunal Federal (STF) relacionadas à Lava Jato.

Entre os fatos narrados, encontram-se pagamentos de benefícios indevidos ao ex-governador da Bahia em troca de favorecimento à empresa Odebrecht.

Também consta dos relatos a informação de que foram feitas doações tanto contabilizadas quanto não registradas (“caixa 2”) para as duas campanhas de Wagner, registra o site UOL.


Por meio de nota, a defesa do senador afirmou “estar tranquila com este processo, uma vez que o Poder Judiciário já decidiu, por reiteradas vezes, que não existem elementos mínimos para justificar a investigação, seguindo entendimento consagrado pelo Supremo Tribunal Federal”.

Fonte: Renova Mídia