Notícias de Última Hora

Filipe Barros apresenta pedido de prisão de Glenn Greenwald

Para Filipe Barros, medida é necessária para apurar relação do jornalista com invasão de hackers

Pablo Valadares | Câmara dos Deputados
O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de prisão temporária contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil.


Para o parlamentar, há “fortes indícios de que o financiamento e a transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos” que levou quatro supostos hackers à prisão. De acordo com a Polícia Federal (PF), o grupo seria o responsável por invadir os celulares de diversas autoridades, entre elas o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.


The Intercept foi o responsável por revelar, inicialmente, supostos diálogos envolvendo o atual ministro da Justiça, na época juiz da Lava Jato, e integrantes do Ministério Público. Entre eles está o procurador Deltan Dallagnol, que discutiu o processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com Moro.

O deputado considera que os ataques hackers “são operações criminosas com a finalidade de deslegitimar a pessoa dos atacados, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, e, por consequência, buscam criar obstáculos à operação Lava Jato à custa de crimes”.

Filipe Barros ainda aponta diversos fatos que, de acordo com ele, apontam que Greenwald tem relação com a invasão dos aparelhos e pede que o jornalista seja preso temporariamente “para melhor apuração dos fatos”.

Veja a íntegra do pedido aqui.

Com informações, Pleno News