Notícias de Última Hora

França proíbe pais de bater nos seus filhos

Com esta lei, a França se torna o 56º Estado que proíbe as punições corporais às crianças, segundo uma lista realizada por uma ONG britânica


O parlamento da França adotou, nesta terça-feira (2), uma lei que proíbe aos pais infligir punições corporais a seus filhos.


O projeto de lei foi apresentado pelo partido centrista MoDem e apoiado pelo partido do presidente Emmanuel Macron, LREM. Os senadores aprovaram o texto da proposta em votação aberta e por unanimidade.

A legislação fica inscrita no Código Civil, no artigo que se lê durante os casamentos civis na França, que “a autoridade dos pais deve ser exercida sem violência física nem psicológica”.



A Suécia foi o primeiro país europeu a adotar esta lei, em 1979, seguido por Finlândia (1983) e Noruega (1987).

Segundo a Fundação para a Infância, 85% dos pais franceses recorrem a punições corporais com fins “educativos”.

Com informações do jornal Correio Braziliense