Notícias de Última Hora

Google rejeita denúncias de manipulação contra conservadores

Um executivo do alto escalão do Google disse que o mecanismo de busca não discrimina pontos de vista conservadores


Durante um painel do Senado dos Estados Unidos, nesta terça-feira (16), Karan Bhatia, vice-presidente de assuntos governamentais globais e políticas públicas da empresa Alphabet, disse aos congressistas que “os produtos do Google não são politicamente tendenciosos.”

Bathia adicionou que o Google “se esforça extraordinariamente para construir produtos e aplicar políticas de maneira que as inclinações políticas não sejam levadas em conta”.

Para gerenciar bilhões de pesquisas de centenas de bilhões de páginas da web “confiamos em uma abordagem algorítmica e implementamos testes e avaliações rigorosas de usuários antes de fazermos qualquer alteração em nossos algoritmos”, disse Bhatia.



O presidente dos EUA, Donald Trump, e alguns republicanos no Congresso vêm acusando o Google e outras grandes empresas de tecnologia de serem tendenciosas contra os conservadores.

“Se temos empresas de tecnologia usando os poderes do monopólio para censurar o discurso político, acho que isso levanta questões reais de antitruste”, disse o senador republicano Ted Cruz em uma audiência similar no mês de abril.

Facebook, Twitter e Google negaram repetidamente que suas plataformas sejam politicamente tendenciosas.

Com informações da agência Reuters