Notícias de Última Hora

Hacker confirma ter repassado material roubado a Greenwald

Em depoimento à PF, Walter “Vermelho” relatou ter contato com Greenwald e disse conhecer o cofundador do site Intercept


Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, preso na última terça-feira (23) por suspeita de hackear centenas de autoridades, prestou depoimento à Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (24).

Aos investigadores da Operação Spoofing, Delgatti Neto confessou ter dado ao militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do site Intercept, acesso a informações capturadas do aplicativo Telegram.



A informação de que Walter “Vermelho” relatou ter contato com Greenwald foi confirmada ao jornal Estadão por duas altas fontes da operação. Segundo elas, o hacker disse conhecer o jornalista.


Em nota, a defesa de Greenwald disse que “não comenta assuntos relacionados à identidade de suas fontes anônimas”.

A Polícia Federal tem indícios de que os quatro suspeitos presos são os mesmos que acessaram conversas trocadas pelo Telegram de altas autoridades dos Três Poderes, entre elas o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro; procuradores da Lava Jato; o ministro da Economia, Paulo Guedes; e a líder do governo Bolsonaro no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP).

As provas foram encontradas em perícias, buscas e apreensões e baseadas em depoimentos dos presos realizados nesta terça.


Com informações do jornal Estadão