Notícias de Última Hora

Juiz prorroga prisão de suspeitos de hackear Moro

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara de Brasília, decidiu prorrogar por mais cinco dias a prisão temporária dos quatro alvos da Operação Spoofing, sob suspeita de invadir celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e outras autoridades dos três Poderes.


De acordo com o magistrado, Walter Delgatti Neto, Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveiras devem continuar presos para que sejam aprofundadas as investigações da Operação Spoofing, que mira ataques hacker a mil pessoas, entre eLas, autoridades dos três Poderes.

A prorrogação foi solicitada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal devido à grande complexidade da investigação e à grande quantidade de dados apreendidos a serem analisados nos próximos dias.



Os investigadores ainda não conseguiram obter o conteúdo dos celulares de dois dos presos, Gustavo e Suelen, tampouco tiveram acesso às contas de bitcoin que ambos possuem, de forma que a liberdade os permitiria movimentar dinheiro.

Vallisney ressalta ser necessário continuar a apuração sobre crimes financeiros, como fraudes bancárias.


Fonte: Notícias Minuto.