Notícias de Última Hora

Lava Jato nas ruas prende empresário por suposta lavagem de dinheiro para o PT


A manhã desta segunda-feira (1º) amanheceu com ofensivas contra a corrupção tanto por parte da Lava Jato do Rio de Janeiro, quanto pela Lava Jato da República de Curitiba.

Conforme já noticiado pelo Jornal da Cidade Online, a operação no Rio prendeu o Procurador do Estado Renan Saad.


Também no Rio, mas por determinação da 13a. Vara Federal Criminal de Curitiba, foi preso o empresário Guilherme Esteves de Jesus.

O empresário é acusado de lavagem de dinheiro de propinas pagas ao PT, a Renato Duque, a Pedro Barusco e a funcionários da Sete Brasil.


As propinas se referem a contratos de construção de sondas de perfuração de águas profundas para exploração do pré-sal.

"O acusado Guilherme intermediaria, segundo a acusação, as propinas pagas pelo Estaleiro Jurong, contratado pela Sete Brasil para construção de seis sondas, cujo consumidor final é a Petrobrás [...] Teriam sido pagos USD 8.211.614,00 de propina, sendo que parte encontra, em cognição sumária", citou o então juiz Moro em um despacho.

Fonte: G1 e Jornal da Cidade