Notícias de Última Hora

Milicianos no Rio tiram selfies com vítimas antes das execuções

Milicianos de Itaboraí, no Rio, tiravam selfies com vítimas antes de elas serem executadas


Investigações da Polícia Civil apontam que milicianos atuando no Município de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, tiravam fotos de suas vítimas momentos antes de executá-las.



O grupo é comandado pelo miliciano Orlando Oliveira de Araújo, conhecido como Orlando Curicica, alvo de operação na última quinta-feira (4).

A Polícia Civil acredita que a quadrilha pode ter matado cerca de 50 pessoas. As investigações mostram que alguns assassinatos são recentes.

Os policiais apontam que a organização criminosa é responsável por vários casos de tortura, assassinato e desaparecimento de pessoas.

O grupo chamava essas vítimas de “discos voadores”, porque sumiam de uma hora para outra.

As investigações também mostram que os milicianos usavam até uma espada para torturar e executar vítimas.


Com informações do site G1