Notícias de Última Hora

OAB quer acesso ao material hackeado por Delgatti

Após classificar Moro como “chefe de quadrilha”, o presidente da OAB quer acesso ao material hackeado por cibercriminosos


O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, pediu à Justiça, nesta sexta-feira (26), para que o órgão participe, como assistente, das investigações da Operação Spoofing, lançada pela Polícia Federal (PF), na última terça-feira (23).


Ao entrar com pedido para ser assistente no processo, a OAB usou a justificativa de manter a integridade das mensagens captadas pelos hackers, como provas da invasão.


A requisição diz que o objetivo é “postular a adoção de todas as medidas necessárias para a proteção da cadeia de custódia das informações e para garantia de amplo acesso dos advogados aos elementos e prova”.

Em português claro, o real objetivo é, antecipadamente, saber tudo o que se passa na apuração e que possa envolver seus filiados.

Mais cedo, o presidente da OAB classificou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, como “chefe de quadrilha”.

Com informações do site O Antagonista