Notícias de Última Hora

Paulo Guedes vai ‘disparar o canhão da privatização’

“Algumas estatais viraram focos de aparelhamento”, disse o ministro da Economia


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que pretende acelerar o processo de privatização e defendeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, a quem classificou como “homem de princípios”.


Guedes também afirmou que Bolsonaro pretende “disparar o canhão da privatização” e que “vem empresa grande por aí”.


Em palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (26), Guedes declarou:

“Acredito no presidente, é um homem de coragem, de determinação e de princípios morais. […] Vamos baixar os juros da dívida. Vamos reduzir essa dívida, gastar 250 em vez de 400 e vai sobrar dinheiro para saúde e para o povo.”

Segundo o jornal Folha, o ministro acrescentou:

“A democracia pediu isso [pelas privatizações], para o setor privado fazer a estrutura pelos próximos 30 anos e para ter saneamento. Investir no trabalhador e não fazer estádio. Não tem time em cidade com estádio para 60 mil pessoas.”

De acordo com Guedes, a venda de ativos da União é a segunda prioridade depois da aprovação da reforma da Previdência:

“O país está carregando ativos, algumas estatais viraram focos de aparelhamento, não investem e não deixam o setor privado investir. Nós temos que vender esse troço.”



E, de acordo com o site Poder360, acrescentou:

“Isso não é uma coisa rápida, isso não é um resfriado e isso não tem também uma recuperação rápida, mas vai dar certo porque nós estamos fazendo agora o caminho inverso. O principal responsável por essa doença é o crescimento descontrolado dos gastos públicos.”

Fonte: Renova Mídia