Notícias de Última Hora

Taxa básica de juros no menor percentual dos últimos 33 anos

Taxa Selic estava em 6,5% ao ano desde março de 2018, portanto, há 16 meses. Série histórica começou a ser registrada em 1986


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central cortou a Selic, a taxa básica de juros, em 0,50 ponto porcentual, para 6% ao ano, nesta quarta-feira (31). Depois de 16 meses de estabilidade, decisão do Copom foi unânime.

Com a inflação sob controle e a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara, a maior parte do mercado financeiro já dava como certa a redução da taxa, que já estava no nível mais baixo da história.

Ao deixar o Palácio da Alvorada, na manhã desta quarta, o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que estava torcendo pela redução da taxa básica de juros.

“Estou torcendo apenas para que caia a taxa de juros. Cada 1% da taxa Selic são R$ 40 bilhões a mais que a gente gasta por ano. A gente torce, pô. Eu não vou influenciar lá, eu não sou o ‘Dilmo’ de calças compridas”, afirmou ele.


A redução da taxa de juros afeta diretamente aplicações financeiras, como caderneta de poupança e investimentos em renda fixa.

Nos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) anunciou, também nesta quarta, a redução dos juros no país em 0,25 ponto porcentual, baixando a taxa básica para a faixa entre 2% e 2,25%. É a primeiro corte feito pelo Fed desde a crise de 2008.

Com informações do jornal Estadão