Notícias de Última Hora

22 presos estariam envolvidos na morte de outros 4 no caminhão cela


O laudo do IML do Pará atestou que os quatro detentos Dhenison de Souza Ferreira; José Italo Meireles de Oliveira, Vandenildo Moreira Mendes e Werik De Sousa Lima, foram mortos por asfixia mecânica. De acordo com a Susipe os presos estavam algemados divididos em quatro celas. As mortes só foram percebidas pelos agentes ao chegarem a Marabá.


Um inquérito será apresentado à justiça de marabá e ao ministério público do Pará, ao qual é responsável verificar se há provas suficientes para indiciar todo o grupo. No laudo também foi constatado que os mortos, e também os suspeitos, possuem marcas e arranhões, o que indica luta corporal, e por isso deverão ser feitos exames de DNA para confirmar quem cometeu os crimes.

Veja quem são os 22 detentos que irão responder pelos crimes:

Antônio carlos de souza;
Bruno tulio mendes david;
Bueno victor da silva gomes;
Elimar salustiano de sousa
Higo blando veiga vieira.
Jakson silva lemos;
Jefferson dos santos costa;
Joeferson alves de souza;
Joerbert dos santos guimarães;
Keven loureiro monteiro;
Lucas oliveira de almeida;
Marcelo teixeira pereira
Marcos dos santos da silva,
Marlisson duarte de brito;
Marlon ribeiro gomes;
Ozéias oliveira souza;
Reiris silva de souza;
Romary dos santos;
Sidicley queiroz da silva;
Sued farias guimarães júnior;
William pereira da silva
Willkiner thiago alves dias.

Para o delegado responsável pelo caso, não há elementos que comprovem a participação de quatro dos 26 depoentes nos crimes. Eles serão autuados em flagrante por associação criminosa e homicídio. A polícia diz ainda que existem elementos indicando que todos participaram ativamente das mortes.


Com informações do site Confirma notícia